TPM e Conselhos para mim mesma

Quando estou na TPM fico tão sensível e reflexiva, que com certeza a maioria das minhas postagens pessoais foram feitas neste período chato.

cosmetics

Eu choro de felicidade, de tristeza, por nada, por tudo e pela sombra. Me acho horrível, fico sem vontade de fazer qualquer coisa que não seja comer, comer e comer. Me entupo de chocolate e queijo (ambos dão uma sensação maravilhosa e reconfortante que dura alguns minutos, até eu me arrepender por ter adquirido tanta caloria, assim entro em um looping eterno de come e chora). Quanto drama não? Eu sei que é drama, eu sei que é exagerado e desnecessário e fico batalhando internamente entre razão e emoção no qual só piora a parte dramática! Depois que passa volta tudo ao normal como se nada tivesse acontecido, até chegar novamente este período no próximo mês.

Resolvi escrever sobre conselhos que eu daria a mim mesma para um EU de 10 anos atrás. Hoje tenho 25 anos, uma vida bem estável e acho que já posso me aconselhar.

  1. Você não precisa ser boa em tudo, querer ser sempre a melhor
  2. Arrisque-se mais
  3. Não precisa entrar na faculdade assim que se formar no Ensino Médio
  4. Faça vários estágios em áreas diferentes, empregos diferentes até a sua maior idade e descubra do que realmente gosta, mas nunca deixe de trabalhar e estudar
  5. Leia mais
  6. Tenha mais paciência
  7. Quando for maior de idade, saia de baixo da asa dos seus pais nem que seja por um mês
  8. Não tenha medo de dizer não
  9. Não tenha medo de expressar o que sente quando questionada por mais que possa magoar a pessoa, basta falar com delicadeza
  10. Pratique exercícios físicos

Claro que com 15 anos eu não ouviria nenhum conselho, mas como estou muito sentimental e nostálgica resolvi escrever. E você, quais conselhos daria para o seu EU de 10 anos atrás?

Até a próxima!

É tempo de Natal

Natal - Hipermetropia Fashion

Olá pessoas, tudo bem? Quem concorda que mesmo reclamando para o ano terminar pois não aguenta mais trabalhar/estudar, o ano passou voando? Pois é, já estamos no último mês do ano e com ele vem a Simone, o panetone e as uvas passas no arroz.

12107728_1065262886825900_6596162935333866687_n

Confesso que fico de mimimi no Natal porque não consigo sentir toda aquela magia que as propagandas e lojas passam para a gente, e fica um vazio como se só o meu Natal não fosse mágico. Sei que em parte o que conta são as tradições das famílias, pois tem famílias que enfeitam tudo, colocam músicas, fazem festão, amigo secreto e até visita do Papai Noel acontece… mas a minha realidade é me arrumar para assistir o especial de Natal na televisão muitas vezes.

12274429_1065262756825913_5199644027946724744_n

Desde que casamos, aqui no nosso apartamento tentamos reavivar o espírito do Natal, nem que seja enfeitando a árvore, e sempre fazemos isso juntos. Este ano ainda não montei minha árvore por conta da reforma no apê, mas não pude deixar de comprar este pote de biscoito de Natal (ou biscoito seco, como chamamos aqui), eles são tão lindos e meigos e trazem um pouquinho de alegria ao meu coração que busca a magia do Natal.

E você, o que acha do Natal e o que tem feito?

Até a próxima!

Todas as fotos foram tiradas por mim e elas podem ser compartilhadas, porém devem ter os devidos créditos!

Um sobrenome chamado saudade

Saudade

Hoje é dia de finados, consequente feriado pois é uma data e tradição trazida pela Igreja Católica. Segundo a Wikipédia, essa data surgiu pois no séculos V a Igreja Católica destinava um dia do ano para orar por aqueles que não eram lembrados pelos familiares em oração. Ainda na Wikipédia, informa que este hábito de ter uma data específica para se lembrar dos mortos veio da cultura Celta, pois os Druidas reuniam-se para homenagear e evocar os antepassados (Halloween).

<

p style=”text-align: justify;”>Continue lendo